Festival Internacional de Música de Marvão decorre este ano entre 19 a 28 de Julho

Organização espera este ano a presença de “mais de 15 mil visitantes” no decorrer do evento

Mais de 230 artistas de 10 nacionalidades vão marcar presença na 10.ª edição do Festival Internacional de Música de Marvão, que vai decorrer de 19 a 28 de julho naquele concelho do distrito de Portalegre, anunciou hoje a organização.

Em comunicado, a associação promotora do Festival Internacional de Música de Marvão (FIMM), Marvão Music, indicou ainda que aguardam este ano a presença de “mais de 15 mil visitantes” no decorrer do evento.

De acordo com a organização, o FIMM vai contar este ano com a participação de 236 músicos, estando previstas cerca de 40 atividades ao longo dos 10 dias do festival, incluindo programação e eventos dirigidos a crianças, ao público sénior, exposições de arte, palestras e visitas guiadas.

O objetivo, segundo a Marvão Music, passa por “alargar a experiência” dos visitantes e participantes do FIMM, ao mesmo tempo que se “promovem os recursos culturais e patrimoniais únicos” daquela região inserida no Parque Natural da Serra de São Mamede.

Para assinalar os primeiros 10 anos do FIMM, a organização sublinha que vai continuar a apostar nos concertos de orquestra ao ar livre ao final da tarde e programas de música de câmara durante o dia e à noite, alguns deles de acesso gratuito.

 

Com direção artística de Christoph Poppen e Juliane Banse, a edição deste ano do festival vai contar com a produção de uma ópera, “O Rapto do Serralho”, de Mozart, com três representações no pátio do Castelo de Marvão, a partir logo do primeiro dia do evento, contando com a Orquestra de Câmara de Colónia, dirigida por Poppen, e com Martin Mitterrutzner, Patrick Grahl, Leonor Amaral, Heekyung Park, Yannick Spanier, João Grosso e Cláudia de Serpa Soares no elenco.

“Para além do projeto operático especial e inédito, outros aspetos importantes deste programa comemorativo são dignos de nota, incluindo a escolha de Felix Mendelssohn-Bartholdy enquanto compositor central desta edição, um dos que mais habilmente terá sabido expressar alegria através da música, passando por uma noite de Jazz dirigida por Mário Laginha, pela nova edição do Coro do Festival de Marvão, conduzida pelo maestro Pedro Teixeira, e pela presença reforçada de grandes artistas e orquestras portugueses, ao lado de grandes artistas internacionais”, lê-se no documento.

Pelo festival vão passar conjuntos e músicos como o violinista chinês Dan Zhu com o pianista sul-coreano Kun-Woo Paik, o Sitkovetsky Trio, o Coro Gulbenkian, a cantora alemã Ingeborg Danz com o violinista Peter Stein ou o ensemble La Ritirata.

A Marvão Music, associação sem fins lucrativos reconhecida em 2021 com o Estatuto de Utilidade Pública, conta com o apoio de vários parceiros entre os quais o Banco BPI, a Fundação ”la Caixa”, o Grupo Ageas Portugal, a fundação alemã Anja Fichte, entre outros.

 

 

Leia mais um pouco!
 
Uma região forte precisa de uma imprensa forte e, nos dias que correm, a imprensa depende dos seus leitores. Disponibilizamos todos os conteúdos do Sul Infomação gratuitamente, porque acreditamos que não é com barreiras que se aproxima o público do jornalismo responsável e de qualidade. Por isso, o seu contributo é essencial.  
Contribua aqui!

 



Comentários

pub