Passadiço com 1,5 quilómetros liga Fluviário de Mora à pista de pesca

Um passadiço com 1,5 quilómetros de extensão está a nascer junto ao rio Raia, em Mora e vai permitir caminhar […]

Um passadiço com 1,5 quilómetros de extensão está a nascer junto ao rio Raia, em Mora e vai permitir caminhar e observar a natureza que rodeia aquele curso de água.

Com conclusão prevista para março, a infraestrutura liga o Fluviário à pista de pesca situada a montante, convidando a um passeio a pé ou de bicicleta na área envolvente, facto que não era possível até agora.

Mais à frente, o passadiço em madeira é substituído por caminhos de terra batida numa extensão de cinco quilómetros, avançando entre montados até regressar ao Fluviário.

O projeto é o pontapé de partida do futuro Centro de Interpretação Ambiental (CIA), que inclui parque de Arborismo e aquele percurso da natureza junto ao Fluviário, com o objetivo de atrair mais visitantes e dinamizar o turismo no concelho.

Num investimento de 350 mil euros, a obra – a concluir até finais de 2012 – contempla um CIA para exposições, aulas, palestras ou “ateliers” e consistirá na transformação do clube náutico que está situado no Parque Ecológico do Gameiro.

No interior deste centro, os desenhos a 3D vão tentar simular “o estar dentro de um rio”, existindo a componente multimédia e atividades variadas para entretenimento.

Para a autarquia, o projeto surge “como complemento ao Fluviário, criando mais uma valência para os visitantes daquele espaço e mais um ponto de atração que garanta um maior tempo de permanência no concelho”.

Na outra margem do rio situa-se a ecopista de Mora, que funciona já como espaço de fruição.

Comentários

pub